segunda-feira, 24 de agosto de 2009

Estela III

Estela acorda ainda com sono, depois de uma noite de dor de cabeça e de avaliações nada positivas a seu respeito, toma banho, se arruma rápido e sai...
Em busca ao certo não sei de que, mas confia na pessoa que mais ama e cegamente e ainda adormecida segue.
A companhia era divertida, as músicas eram no mínimo engraçadas e até dava vontade de dançar.
O tempo demorava a passar, mas em busca de palavras de conforto, de fé e da esperança de ainda ter esperança, espera.
Ouve música, olha para o lado, parece inacreditável, mais passou um velhinho vendendo algodão doce...algodão doce a lembra sonho, nuvem, viagem e tem um gostinho de infância que talvez só outro doce fosse capaz de lhe trazer.
E apareceu! Acreditem, um homem vendendo churros na rua com chocolate granulado na ponta... uma delícia...deveria ser – Estela ficou só com o gosto de algodão.
E Estela viaja, nem as preocupações de ontem a incomodavam, nem os sonhos perdidos no caminho a abalavam naquele momento, a sua redominha era um carro com as janelas abertas com o vento batendo no seu rosto e sua alegria e viagem única era uma caneta laranja e uma agenda cheia de linhas preenchidas pouco a pouco.
Eram nas linhas que suavemente o tempo foi passando e que a ansiedade se perdeu.
O dia era quente, o vento era gostoso, o céu estava azul com nuvens branquinhas parecendo pedaços de algodão. Estela teve vontade de chegar lá em cima, nas nuvens ... deitar nelas, correr entre elas, ser aparada e acolhida.
Nesse momento, Estela sente sono, boceja e o texto se desenvolve quase instantaneamente com seu sono que insiste em se aproximar. Estela pensa em parar, ainda não chegou a sua vez mas falta pouco.
Finaliza e só depois do fim é que vai fechar a agenda e guardá-la na bolsa...ahhhh a bolsa de Estela, cheia de coisas. Mas isso é assunto pra outra “viagem” de Estela...

4 comentários:

Diogo França disse...

Viva ao mundo de Estela...
Tão gostoso, tranquilo, com gostinho de infância... Me leva junto *--*

Flavinha Roberta disse...

Estela mandou perguntar se vc quer algodão doce?
xD

Gi disse...

quando vi no ladinho do meu blog: ESTELA III, dei um pulo e um gritinho...

e aqui gostei tanto de viajar em nuvens de algodão doce, que até me distraí e caiu o granulado da ponta do churros, e sujou a bolsa..
cheia assim de coisas...

amo-te, e a teresa ama a estela

    Francielle disse...

Muito liindo , poesias lindas q ela faz!!
FrôÔ tbm estou acompanhando seu blog!!!
Lendo tudo e gostando...!!
Bjus