quinta-feira, 24 de dezembro de 2009

Vó...

Foste a tanto tempo e lavaste
contigo a magia do meu Natal.
Ainda lembro de cada detalhe seu,
do rosto as vezes cansado e da voz doce
no meu ouvido... as vezes dormindo sinto seu beijo no meu rosto e acordo feliz por por te encontrar, mesmo que agora seja só em sonho...


Saudade da minha vózinha Zilda

2 comentários:

Diogo França disse...

vó é a mãe que estraga a gente! E como é bom essa mãe que estraga, a gente sente falta mesmo.

dea disse...

q lindo! faço minhas as tuas palavras pra minha vó Ilka... adorei!